Caesb economiza mais de R$ 216 mi

Caesb economiza mais de R$ 216 mi

em licitações no período de três anos 
Valor significa mais de três vezes as captações do Bananal e Paranoá

Em três anos (2015, 2016 e 2017), a Caesb registrou uma economia em licitações da ordem de 19,9%, correspondendo a cerca de R$ 216,5 milhões, incluindo todas as modalidades de licitações para obras, equipamentos, produtos e outros tipos de contratações nesse período. O destaque ficou para a modalidade Pregão, que propiciou a Empresa uma economia de R$ 168,6 milhões, um percentual de 78% do total economizado. Segundo o presidente da Caesb, Maurício Luduvice, “essa conquista deve ser atribuída principalmente aos empregados da Caesb, pela seriedade e dedicação ao trabalho, e ao governo de Brasília, por implantar uma política de correção e transparência em todas as atividades das empresas e dos órgãos públicos”.

Para se ter uma ideia da grandeza dessa economia, segundo Maurício Luduvice, o valor corresponde a quase 80% dos recursos que serão investidos pela Caesb para a construção de Corumbá IV (parte do Distrito Federa), prevista em R$ 275 milhões. Em outra comparação, é mais do que três vezes o valor gasto pela Companhia para construir as captações do Bananal e do Lago Paranoá, que somaram, juntas, cerca de R$ 62 milhões.

Maurício Luduvice também atribui essa redução nos valores contratados ao fato de a Caesb, nos últimos anos, ter passado a fazer pagamentos aos fornecedores em dia. “Isso trouxe de volta empresas que tinham se afastado das concorrências lançadas pela Companhia, e deu aos empresários uma margem maior para concessão de deságios nas disputas por obras ou venda de equipamentos”, acrescentou o presidente da Caesb.

Todas as licitações e contratações são fiscalizadas e analisadas pelos órgãos de controle. Nos anos de 2015 e 2016, a Caesb tinha um valor estimado para as licitações de R$ 677.952.123 milhões. Mas, o valor contratado foi de R$ 564.220.186 milhões, gerando uma economia para a Empresa de R$ 113.731.937, o que corresponde a 16,78%. Já em 2017, cujos dados foram apurados até novembro, o valor estimado para as licitações era de R$ 410.214.846,63. Mas o valor contratado foi de R$ 307.443.342,56, gerando uma economia de 102.771.504,07, que corresponde a 25,05%, ou seja, uma economia de um quarto do valor inicialmente previsto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close