“Não sou candidato por Hobby” Diz Goudim Pré candidato ao GDF

O Pelo Mundo DF, esteve nesta sexta feira (22), no Rancho Preguiça no setor Sol Nascente casa do ilustríssimo pré-candidato ao GDF  José Goudim Carneiro, 61 anos, nascido no dia 08/02/1956 natural de São Domingos e criado no município de Barra do Corda /MA, chegou em Ceilândia em 1978, e hoje morador do bairro Sol Nascente.

Goudim iniciou sua vida politica no PDT por admira o seu fundador Brizola, suas campanhas eram feitas em cima de uma carroça, foi procurado por muitos para finaciamento de sua campanha mas mesmo assim não aceitou, acompanhou o nascimento do Sol Nascente considerada a maios favela da America Latina, com maior orgulho conhece e entende os problemas daquela comunidade.

É Presidente da Associação dos Produtores Rurais de Ceilândia, foi integrante do AA – Alcoólicos Anônimos sem nunca ter bebido, somente para cooperar com aqueles que necessitavam de uma ajuda com este problema.

A saida do PPL:

Goudim ainda não se desligou oficialmente do PPL, a condição para continuar no partido era de assumir a presidência, foi aberta uma discussão e então assumindo a presidência regional do partido, mas ficou condicionado que Goudin teira uma autonomia aqui do DF, mas o vice presidente nacional do partido João Vicente Goulart filho de João Goulart, que também é daqui de Brasilia, quer ser candidato a Senador, e também cotado a Presidenta da republica e o partido quer garantir a candidatura ao Senado pelo PPL e foi questionado que no partido não podeira ter duas candidatura majoritária de assumir a presidência, em conversa com João Vicente o mesmo disse que quem estivesse na frete abriria espaço para o outro, ai então houve o desacordo, e isso foi o motivo para romper com o PPL, saíram na ocasião alem de Goudim, Gutemberg Fialho do Sindmédicos/DF e Jaqueline Silva.

Hoje esta com um pé no PMB (Partido da Mulher Brasileira), onde não será o presidente mas o partido o apoia a sua pré candidatura ao GDF.

 

Você se sente maduro para enfrentar esta candidatura a Governador em 2018?

“Se for para fazer armações, maracutaias e mentiras, eu não estou maduro, agora se for para fazer a diferença, uma politica limpa e sem mentiras para o povo, ai sim estou maduro, pois conheço a dificuldade do povo!”

Qual a sua maior dificuldade na politica hoje?

A minha maior dificuldade hoje e a articulação politica, precisamos de uma nova forma de se fazer politica nos dias atuais, uma pessoa te procura para se aliar mas diz que não pode sair do governo pois tem 30 cargos por lá, vim de uma cidade do interior, onde temos sentimentos e a palavra de uma pessoa vale muito, e a realidade e totalmente diferente que vemos por aqui.

Como você vê a cabeça do eleitor hoje?

A cabeça do povo precisa mudar, pois a corrupção começa no meio do povo, onde a comunidade, é comparado uma feira onde nas eleições o “candidatos” vem e enche a suas sacolas de votos.

Saúde, nos temos as clinicas os convênios hoje poque se organizaram, na frente dos hospitais regionais tem o particular onde o cidadão vai ate o hospital publico onde os mesmos estão programados para não funcionar, quem que não tem atendimento e os mesmos então tem que recorrer ao sistema particular, o que falta e uma politica de contra partida, entre o particular e o governo.

Segurança: O governo deveria investir mais na geração de emprego e na profissionalização da população, mesmo se tiver um policial para cada cidadão não será suficiente.

Habitação: O estado tem muitas terras, mas não ha uma politica séria para a mesma.

Goudim também destacou a falta de compromisso do governo com projetos sociais, onde se faz muito pela comunidade mas não tem o apoio devido do governo.

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close