Júlia Lucy identifica sobrepreço em construção do restaurante e CLDF suspende edital

Está suspensa a tomada de preços para construção de novos espaços internos na Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF).

O orçamento da obra será reavaliado porque a deputada Júlia Lucy (NOVO) pediu esclarecimentos sobre a planilha de preços de referência que compõem o edital. Ela questiona quatro desses itens.

A deputada explica que seu objetivo não é impedir o projeto – que prevê a construção de um restaurante, um abrigo para ambulância e a Praça do Servidor. “Eu quero apenas cuidado com os recursos públicos, porque cada centavo economizado é um centavo que pode ser usado para suprir necessidades essenciais do Distrito Federal”, explica.

Júlia Lucy detectou sobrepreços em itens como o aluguel de caçambas. “O valor que consta nas planilhas ultrapassa o dobro do praticado pelo mercado”, observa. O preço orçado é de R$ 1.250,00 ao mês. Numa pesquisa rápida a fornecedores, o aluguel não ultrapassa a casa de R$ 500,00. Como a obra estava prevista para durar cinco meses, a economia, só nesse caso, poderia chegar a R$ 3.750,00.

O valor total estimado para a execução do projeto era de quase R$ 2,2 milhões. Para a parlamentar, qualquer economia representa muito. Ela lembra que os recursos que compõem o orçamento da CLDF são provenientes dos impostos que todos os cidadãos do Distrito Federal recolhem. “Não existe dinheiro do Governo; existe dinheiro público, que é de todos, porque é parte do resultado do trabalho de cada cidadão”, ressalta.

Agora, a comissão de licitação fará uma reavaliação dos custos e lançará uma nova tomada de preços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: