Projeto de lei garante proteção aos direitos dos estudantes atletas

O texto prevê reposição de provas quando alunos precisarem se ausentar em época de competições

No Distrito Federal, não existe uma norma para regular a participação do estudante atleta em competições, o que vem gerando muita insegurança entre os pais, que não têm a garantia de reposição de provas e faltas justificadas quando os filhos precisam se ausentar da escola. Pensando nisso, o vice-presidente da Câmara Legislativa, deputado Rodrigo Delmasso (Republicanos), criou o projeto de Lei 633/2019, que garante a proteção integral aos direitos do atleta. 

A psicóloga Lia Clerot é mãe de Pedro (12), que é piloto profissional de kart, sabe bem das dificuldades que é conciliar a vida escolar com a de esportista “Eu fico muito feliz com esse projeto, porque o meu filho é atleta há três anos e por competir muito fora de Brasília tem sido prejudicado por causa das faltas. A escola não abona as ausências, mesmo que consigamos acompanhar os conteúdos, ficando bem complicado”, disse.

Lia Clerot também afirmou que o projeto de Delmasso vai ajudar vários atletas que iriam desistir dos seus sonhos. “A questão da escola pesa muito, não são todas que tem esta compreensão. Meu filho já chegou no colégio doente, mas teve que ficar lá se não poderia prejudicá-lo com mais faltas. O esporte transformou a vida dele, que hoje é mais disciplinado e aprendeu que a vida não é só ganhar”, concluiu. 

O deputado Delmasso ainda afirma que os estudantes atletas poderão ter a garantia de aprendizagem e participação nas competições, sem prejuízo ao desenvolvimento educacional e esportivo. “O esporte é essencial à formação das nossas crianças e adolescentes”, afirmou o distrital.

Pela proposta, os pais ou responsáveis pelo aluno deverão apresentar ao colégio, no início do ano letivo, o calendário de competições esportivas oficiais da modalidade praticada pelo estudante. A proposta garante ao atleta a realização de provas em data ou horário alternativo, em caso de coincidência entre os calendários escolar e esportivo, sem a cobrança de qualquer taxa ou valor adicional.

Para Pedro, a notícia da lei foi bastante empolgante, pois vai conseguir conciliar escola e o esporte com mais tranquilidade e foco. O piloto já tem viagem marcada para Las Vegas, entre os dias 20 e 24 de novembro, onde vai disputar o SKUSA Supernationals, torneio de kart que reúne atletas do mundo inteiro. “A viagem para Las Vegas estava me preocupando quanto a escola, pois o torneio acontece próximo às provas sinais e perto do fim do ano é um momento decisivo para quem estuda e de forma alguma eu gostaria de me prejudicar” completa Clerot feliz com a possibilidade de ir para o EUA e terminar bem o ano no colégio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: